UGT


Home  >  Notícias
Home  >  Notícias

NOTÍCIAS

Sites facilitam busca de descontos em passagens aéreas e hotéis


17/10/2019

Encontrar promoções de passagens aéreas, hotéis ou cabines em cruzeiros ficou mais fácil para viajantes que fazem as próprias reservas.

Sites de previsão de preços e de descontos, alguns gratuitos e outros que funcionam via assinatura, reúnem as ofertas e as enviam para os turistas por email, mensagem de texto ou notificações online.

 

“A capacidade de rastrear preços de passagens aumentou porque as companhias podem usar tecnologia para avaliar de modo mais preciso se uma tarifa pode ser considerada uma pechincha e se ela deve subir ou descer”, disse Maggie Rauch, diretora sênior da Phocuswright, companhia de pesquisa que atende o setor de viagens.

 

Passagens aéreas

Lançado em 2018, o site SecretFlying permite que viajantes se registrem para receber alertas sobre preços promocionais, com base em cidades de origem preferenciais. Há opções saindo de São Paulo e do Rio de Janeiro.

 

As ofertas tendem a ser para voos internacionais. Segundo Tarik Allag, fundador do SecretFlying, os descontos são maiores nesse filão. Os usuários que recebem as notificações são encaminhados, em seguida, para agências de viagem online ou plataformas que reúnem passagens.

 

“Se você tem um destino e data específicos em mente, talvez o SecretFlying não seja o lugar ideal para procurar”, afirmou Allag. “Mas, caso você tenha alguma flexibilidade, há descontos incríveis disponíveis”, acrescentou.

 

Na Kayak, as buscas por voos também são gratuitas e costumam vir acompanhadas de conselhos sobre se o momento é favorável para comprar um bilhete ou se vale esperar por uma queda no preço.

 

Ativando um botão na página principal, os usuários podem acompanhar os valores de passagens em um determinado percurso e receber atualizações por email sobre a tarifa do momento, que muitas vezes sofre mais variações com a aproximação da data de partida pretendida.

 

De acordo com Giorgios Zacharia, vice-presidente de tecnologia da Kayak, em 47% das ocasiões os usuários obtêm desconto médio de US$ 63 (R$ 260) ao usar o alerta de promoções. 

 

Cruzeiros marítimos

O site cruisewatch.com, de buscas de viagens em navios de cruzeiro, envia alertas gratuitos de preço para os usuários registrados.

A página permite que o viajante procure roteiros e depois estabeleça um alerta de promoção para essas rotas, baseado em quedas de preço e tipos específicos de cabine, em corredores internos ou com varandas, por exemplo.

 

Também é possível estabelecer um orçamento máximo de viagem para verificar se e quando um cruzeiro atinge seu preço pretendido.

O serviço, sediado na Alemanha, tem como público-alvo os viajantes americanos, porque eles são o maior mercado, de acordo com Markus Stumpe, presidente-executivo da companhia. 

 

Embora a empresa não venda os pacotes em si — as reservas são operadas por agências de viagem parceiras —, oferece dicas e estratégias para economizar, incluindo como cancelar e voltar a reservar um cruzeiro caso o preço fique mais baixo do que a taxa de cancelamento.

 

De acordo com o site, os preços tendem a cair cem dias antes da data de embarque, e os usuários geralmente conseguem uma economia de cerca de US$ 300 (R$ 1.242).

 

Hospedagem em hotéis

As diárias flutuam menos que as tarifas de voos, mas o aplicativo Pruvo, disponível em português, oferece algumas garantias para os turistas em caso de mudança nos preços.

 

Se o valor da estadia diminuir depois de a reserva ser feita, por exemplo, a pessoa será informada e poderá mudar seus planos.

Quando os usuários enviam dados de suas reservas vigentes para a plataforma, ela rastreia o hotel e, caso apareça uma oferta melhor para o mesmo estabelecimento, na mesma data e na mesma categoria de quarto, a empresa contata o cliente. 

 

Nesse caso, se de fato surgir um preço melhor e o usuário optar por cancelar seu quarto atual (contanto que não tenha de pagar uma multa por causa disso), o serviço dá dicas de como conseguir a nova diária com o valor mais baixo.

 

De acordo com o aplicativo, os preços caem em cerca de 40% das ocasiões, isso depois que uma reserva é feita — em média, o valor é 14% menor.

A maior parte das quedas nos preços resulta de concorrência entre as agências de viagem online que fazem as reservas e ocasionalmente reduzem suas comissões, de acordo com Doron Navidi, vice-presidente comercial da Pruvo. 

 

O serviço é gratuito e a empresa fatura por meio de comissões pagas por seus parceiros no setor hoteleiro e nas agências de viagem.

Em meados do ano passado, o serviço do Google (google.com/travel) melhorou sua análise gratuita de buscas de hotéis. Começou a oferecer dados de preços sobre os estabelecimentos buscados, em uma plataforma móvel que permite ao usuário saber se um preço encontrado é baixo, alto ou normal.

 

Indica ainda se a tendência é de alta, baixa ou estabilidade e compara um determinado hotel a outros semelhantes nas proximidades.

 

Em uma recente busca de quartos em Nova York para o começo de outubro, a melhor oferta encontrada foi de US$ 132 (R$ 546), no Pod 51 Hotel, em Manhattan, com a indicação de que isso era uma pechincha e envolvia desconto de 21% na comparação com a tarifa normal.

 

O serviço do Google também mostrou diárias de hotéis semelhantes nas imediações, entre os quais o Vanderbilt YMCA, por US$ 100 (R$ 414), e o Fifty Hotel & Suites by Affinia, por US$ 197 (R$ 815).

 

A aba chamada insights de preço oferecia algumas informações adicionais: a empresa definia a diária como baixa, informando que o valor típico variava de US$ 155 (R$ 641) a US$ 297 (R$ 1.229).

 

Essa informação vinha acompanhada de um gráfico que mostrava a flutuação das diárias nos 30 dias anteriores.

 

Com esse tipo de busca sobre hotéis de uma cidade em datas específicas, o Google e também a plataforma Kayak permitem que o usuário ative um alerta de preços que acompanha as tarifas no destino selecionado.

 

Fonte: Folha de S.Paulo

 


Categorizado em: Geral,



logo

Sindicato dos Comerciários de São Paulo


Rua Formosa, 99 - Centro - Anhangabaú - São Paulo/SP - 01049-000 - Tel.: (11) 2121-5900
ugt