Apoiadores de Trump invadem Congresso dos EUA

07/01/2021

Apoiadores do presidente americano Donald Trump invadiram a sede do Congresso nesta quarta-feira (06/01), na capital de Washington, enquanto o processo de certificação da vitória de Joe Biden estava em andamento.

 

Depois de uma grande manifestação que contou com a presença de Trump em frente à Casa Branca, alguns participantes marcharam até o Capitólio para denunciar o que consideram uma fraude eleitoral — o republicano afirmou aos apoiadores presentes que “nunca concederia” a vitória de Biden.

 

Após enfrentar policiais nas entradas do Congresso, algumas pessoas conseguiram entrar no prédio, o que levou à suspensão das sessões no Senado e na Câmara e ao bloqueio de acesso aos corredores das duas casas.

 

Com isso, a prefeita de Washington D.C. anunciou um toque de recolher a partir de 18h no horário local (20h em Brasília).

 

A certificação, que normalmente é uma mera cerimônia de formalização, se tornou um evento repleto de emoções e controvérsias neste ano — desde que Trump se recusa a reconhecer a idoneidade do processo eleitoral e sua derrota.

 

Vídeos postados por jornalistas nas redes sociais mostram confrontos entre policiais e manifestantes nos corredores do Capitólio.

 

 

O vice-presidente Mike Pence, que presidia a sessão de certificação, foi levado para um local seguro, enquanto outros parlamentares se abrigaram em seus gabinetes.

 

Funcionários do Congresso e jornalistas presentes no local relataram ter recebido ordens de se resguardar e colocar máscaras contra gás lacrimogêneo.

 

Os apoiadores do republicano que conseguiram entrar no Capitólio gritavam “We want Trump” (“Queremos Trump”) e tiravam fotos com estátuas e outras instalações da construção histórica.

 

Enquanto isso, o presidente Trump pediu no Twitter que os manifestantes mantenham a calma: “Por favor, apoiem nossa polícia no Capitólio e as forças de segurança. Realmente estão do do lado de nosso país. Mantenham a paz!”

 

Depois, em um novo tuíte, o presidente pediu novamente: “Estou pedindo a todos no Capitólio dos EUA que permaneçam em paz. Sem violência! Lembrem-se, NÓS somos o Partido da Lei e da Ordem — respeite a Lei e nossos grandes homens e mulheres em Azul. Obrigado!”

 

Fonte: BBC Brasil